Na rota do trópico de Capricórnio (1ª parte)

Antes de cruzarmos a fronteira com o Botsuana montamos a tenda sob o olhar atento das estrelas mais brilhantes do H.S. e certamente de alguns bichinhos marotos não fosse estarmos nós num dos melhores santuários de fauna Africana por excelência.

Na rota do Trópico de Capricórnio (2ª parte)

A Isabel, a Joana e a Ana queriam fotografálos a todos e eu, que não tenho habilitações sequer para servir de espantalho num campo de milho, não quis fazer de emplastro para não ofuscar a graciosidade das girafas e dos elefantes com a minha presença majestosa!