Camboja, um país sedutor (última parte)

A costa sul sonolenta do Cambodja é contornada por praias de areia virgem à sombra de coqueiros que baloiçam ao sabor do vento, enquanto, não muito longe da costa, existem ilhas tropicais abençoadas por uma natureza luxuriosa, salpicadas por ocasionais aldeias piscatórias e circundadas pela água incrivelmente cristalina e quente como nós gostamos.

Em Sihanoukville, não nos demoramos, apanhamos um barco para Koh Rong, uma ilha frequentada principalmente por mochileiros. Entre mergulhos e passeios a pé por entre a densa vegetação da ilha também nos juntamos a um grupo de jovens americanos e ingleses para fazermos um passeio de barco que incluía 8 atividades. Gostamos principalmente do snorkling e de nadar com o plâncton à noite em pleno mar alto. Sim, é arriscado e assustador. O barco parou no meio do silencio e da noite escura. A Ana mergulhou nas águas negras e misteriosas para se transformar num cometa com um feixe de luz atrás. Esquecemos o medo e saltamos de contentamento barco fora para sermos crianças outra vez, felizes e inconscientes . Depois lembrei-me que os tubarões gostam de comer à noite e nadei para dentro do barco e para fora do menu das feras!

DSCF0855
Koh Rong island

Por cinco dólares embarcamos para a ilha vizinha, Samloem. Um pedaço de paraíso! Arrastamos as malas sob a areia branca de uma praia praticamente deserta, a água do mar cristalina e às vezes azul turquesa parecia acenar tentadoramente com ondas quase imperceptíveis.

DSCF0866
Chegada à ilha Samloem

Dormimos numa tenda, que tivemos de partilhar com uma lindíssima e gigante osga (muito simpática mas, a intrépida não paga contas!). Numa das 3 noites que passamos aqui fomos acordados por uma tempestade tropical que interrompeu a tranquilidade da ilha, chovia torrencialmente e os relâmpagos caiam perigosamente perto com ensurdecedores estrondos no mar enquanto o vento tentava empurrar furiosamente a chuva para dentro da tenda. Até que num ápice, a natureza voltou a adormecer deixando para trás um forte incenso natural com cheiro a mar, terra molhada e floresta!

Com poucas horas de sono e ainda cheios de adrenalina, atravessamos a floresta tropical húmida e barulhenta para visitar outras praias, a lazzy beach e a sunset beach, que ficam do lado oposto da ilha, foi uma espécie de caminhada e banho turco com música incluída, tal é a percentagem de humidade e a quantidade de pássaros e outros bichinhos que interrompem o silencio como se fossem uma orquestra!

DSCF1171

A ilha Samloem tem poucas opções para dormir e comer (um preço justo a pagar pela tranquilidade e privacidade), mas as poucas quem tem são boas. Fizemos as nossas refeições praticamente todas no restaurante Sweet dreams, gerido por um casal jovem e simpático de ucranianos. Cozinham muito bem mas é preciso esperar uma eternidade! Mas como estávamos de férias e tínhamos deixado a azafama dos horários em casa aproveitamos para relaxar, fazer praia e usufruir ao máximo de grandes, longas e deliciosas refeições.

DSCF1111

Vem alimentados embarcamos rumo a Kampot – exploramos facilmente a cidade a pé, visitamos o mercado antigo e pernoitamos no Captain Chim’s. Kampot, é um ótimo lugar para abrandar e relaxar. Tem uma atmosfera muito descontraída. As pessoas vão para a frente rio caminhar, socializar ou simplesmente observar a paisagem.

DSCF1308
Kampot – Old market

Alugamos uma mota por 4 dólares ao nosso afável senhorio no Captain Chim’s e fomos experimentar o ritmo da vida rural, ver as paisagens dos deslumbrantes arrozais, as palmeiras que balançam nos campos do Cambodja e visitar as fazendas que produzem aquela que é considerada uma das melhores pimentas do mundo. Sim, é mesmo deliciosa!

DSCF1363

Também de mota, no dia a seguir, fomos a Kep. Esta pequena cidade de praia é um lugar agradável também para relaxar perto do oceano e sem a atmosfera de festa que tem, por exemplo, Sihanoukville. Esta cidade é famosa pelo prato de caranguejo grelhado com pimenta e praias vazias. Não há muito a fazer aqui, por isso, para nós foi uma viagem de um dia.

cambodia-iten
Itinerário: Ho Chi Minh; Phom Penh; Siem Reap; Battambang; Sihanoukville; koh Rong; Samloem; Kampot e Kep (Agosto de 2015).
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s